You are here: Home // Brasil, Rio de Janeiro // CONSERVATÓRIA – RJ

CONSERVATÓRIA – RJ


Atualizado no dia 30/04/2012

Por Elza Albuquerque

Aconchegue-se em Conservatória se você não está em busca de luxo, mas de tranquilidade, belezas naturais, clima ameno, conforto e música (muita música!). Há quem a trate como cidade, mas ela é um distrito da cidade de Valença (RJ) e pertence à Região do Vale do Ciclo do Café. Graças à Lei 5.564, de autoria do deputado Nelson Gonçalves, Conservatória é considerada um polo cultural, histórico e turístico do Estado do Rio de Janeiro.

Tudo no lugar lembra as serestas e as serenatas – charme local e tradição mantida por mais de 60 anos.  As noites de sexta, sábado (durante o dia também) e as manhãs de domingo são embaladas por músicos e turistas que recitam poemas e entoam cantigas de amor pelas ruas.

Centro de Conservatória, Valença - RJ - Foto: Prefeitura de Valença

O ar cheio de romantismo do distrito se estende também para as portas das casas. Ao invés de números, elas são identificadas em suas fachadas por placas com o nome da canção preferida por cada morador e de seus respectivos autores.

Ao caminhar pelo distrito, você verá os prédios e as casas com fachadas coloniais, que obedecem ao padrão tradicional arquitetônico do século XIX. Em 1897, a Prefeitura Municipal de Valença criou a lei 1.471 para a conservação cultural de Conservatória, preservando suas ruas, casas e sobrados.

Tranquilidade

Ao chegar, relaxe com o quesito assalto. Pelo menos é o que o Sr. Paschoal Jannuzi, morador de Conservatória há 20 anos, diz para todos que chegam. “Aqui é muito seguro. Nunca ouvi falar de assalto em Conservatória. Se perder alguma coisa, fique tranquilo porque as pessoas vão dar um jeito de achar você e entregar o que foi perdido. E quando sair de madrugada, no máximo, o morador ou turista encontrará cachorro ou bêbado na rua”.

DICAS IMPORTANTES

O distrito de Conservatória “só funciona a todo vapor” de sexta à noite até domingo.  Durante a semana, o comércio local e os restaurantes costumam fechar.  Nestes casos, há raras exceções que abrem. “Durante a semana não tem quase nada aberto no distrito. É difícil ver alguém meia-noite na rua. Outra coisa importante é dizer que há somente dois caixas eletrônicos por aqui: um do Banco do Brasil e outro do Bradesco. Não tem caixa 24 horas. Já a parte de gastronomia tem várias opções, mas só de sexta a domingo. Durante a semana só tem opção de almoço”, disse o Sr. Paschoal Jannuzi.

DISTÂNCIAS*

Rio de Janeiro: 143 km
São Paulo: 340 km
Belo Horizonte: 560 km
Valença: 34 km
Barra do Piraí: 27 km
Piraí: 50 km
Volta Redonda: 60 km

*Números aproximados.

COMO CHEGAR

Quem sai de São Paulo em direção à Conservatória deve seguir até Barra Mansa, no Estado do Rio de Janeiro e utilizar a saída 265, através da BR 393, em direção a Três Rios. Depois seguir por 47 quilômetros até o acesso a Barra do Piraí, onde também pegará a estrada (à esquerda) para Conservatória. São mais 26 quilômetros.

Quem sai do Rio de Janeiro em direção à Conservatória – seguir pela Dutra até o km 236, em Piraí, pegar a estrada para Barra do Piraí. São 14 quilômetros até a BR 393, onde pegará a estrada para Conservatória e percorrerá mais 26 quilômetros.

Já os turistas que saem de Minas Gerais, a indicação é utilizar a BR 040 (Rio – Belo Horizonte) até o acesso à BR 393 em Três Rios. Depois, devem seguir em direção a Barra do Piraí. Serão 84 quilômetros até o acesso à estrada que leva à Conservatória.

De ônibus

Entre no site da Prefeitura de Valença e veja as opções de ônibus intermunicipais.

Informações: www.valenca.rj.gov.br/informacoes-uteis/horarios-de-onibus/onibus-intermunicipais/

 

O QUE FAZER

Há várias atividades para fazer em Conservatória. Entre elas há as visitas às fazendas de café, as caminhadas ecológicas e culturais pelo distrito, o casario colonial e, claro, a música.

Ao chegar, você perceberá que os eventos acontecem “logo ali” pelas ruas do centro – Dr. Luís de Almeida Pinto e Oswaldo Fonseca. Assim, esteja preparado para fazer tudo a pé. Trate de levar sapatos e tênis confortáveis para andar pelas ruas de pé de moleque.

O distrito ganha mais vida quando a cantoria começa às sextas-feiras, por volta das 20 horas. Aos sábados, isso se repete à noite, mas antes disso, tem matinata (serenata diurna que agora é chamada de orvalhata e acontece no final da tarde de sábado), chorinho na pracinha, entre outros eventos que dependerão da época da sua viagem. À tarde, a alegria fica por conta da seresta na Casa de Cultura e da serenata pelas ruas. No domingo de manhã, tem solarata (encontro musical matinal aos domingos) na Rua do Lazer.

Seresteiros de Conservatória - Foto da viajante: Sueli Cunha

Um dos programas preferidos dos turistas é passear de charrete para admirar as construções. Nesse caminho, entre as atrações, você poderá ver a estação de trem de 1883, os espaços culturais dedicados à música e a Igreja Matriz de Santo Antônio.

Para variar um pouco, uma caminhada pelo centro urbano por suas ruas com calçamento “pé de moleque” é uma boa pedida. Assim, você pode observar o casario (grande parte ainda conserva a arquitetura dos tempos áureos do café) e se sentir em mil novecentos e lá vai bolinha.

Vale conhecer também o comércio local que fica próximo às praças. Tem artesanato, doces e outras delícias caseiras.

Fiquem ligados aos eventos que acontecem ao longo do ano em Conservatória. Segue abaixo um link com os principais eventos deste ano de 2012.

Eventos: http://www.conservatoria.com.br/

Veja também o blog Matinata de Conservatória para ficar informado sobre as Matinatas, agora chamada de Orvalhatas de Conservatória.

Site: www.matinatadeconservatoria.blogspot.com.br/

IGREJA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO

A Igreja Matriz de Santo Antônio começou a ser construída em 1850 e foi inaugurada somente em 1868. As paredes chegam a medir 1,6 metros de espessura. A antiga capela do Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores abriga o Museu Sacro e está localizada ao lado direito da Igreja.

MUSEU SACRO

O seu acervo inclui peças sacras recolhidas e expostas.

MUSEU VICENTE CELESTINO

Reúne vasto material pessoal do cantor Vicente Celestino e a cantora lírica, cineasta e escritora Gilda Abreu, sua esposa. No museu, você verá fotos, discos e objetos pessoais do casal, acervo de outros artistas e sala de pesquisa da MPB. Além disso, encontrará informações sobre os cantores Jorge Goulart e Nora Ney, da pianista Carolina Cardoso de Menezes, do jornalista e compositor David Nasser e do compositor Brasinha. Você pode aproveitar para comprar  livros e CD’s.

Informações:
Endereço: Rua Pedro Gomes, 50 – Conservatória – Valença – RJ.
Visitação: De sexta-feira a domingo.
Entrada: R$ 1
Telefone: (24) 2438-1134

MUSEU SILVIO CALDAS, GILBERTO ALVES, NELSON GONÇALVES E GUILHERME DE BRITO

Aqui você encontrará fotos, discos e objetos pessoais dos artistas contam um pouco da carreira de cada um.

ANTIGA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA

Foi inaugurada em 23/11/1883 pelo imperador D. Pedro II. Em 1961, foi transformada em Rodoviária, onde hoje funcionam serviços de bar, posto telefônico, posto policial, cartório e uma pequena banca de jornais e revistas.

LOCOMOTIVA – Rede Mineira 206

Ela foi a segunda locomotiva a transitar em Conservatória. A Locomotiva 206 – Philadelphia – USA – 1910 foi feita de bronze, ferro, madeira. Suas dimensões são: 6 metros de comprimento, 3.15 m de altura e 2.86 metros de largura. Geralmente turistas tiram foto ao lado dela.

CINE CENTÍMETRO

Fachada do Cine Centímetro, Conservatória (RJ) - Foto: Site www.conservatoria.com.br

O cinema é uma réplica reduzida do extinto Cine Metro Tijuca, que funcionou durante 35 anos (1941 – 1976) na Praça Saens Peña (Tijuca/RJ). O espaço foi idealizado por Ivo Raposo, um apaixonado pela sétima arte. O Cine Centímetro funciona com sessão única aos sábados às 19 horas.  A visitação inclui exibição, em película, de antigos clipes e trailers de filmes antigos. Além disso, você poderá rever as peças originais do antigo cinema, como projetores, lustres, bilheteria e móveis. O tempo de visitação dura, em média, de 30 a 40 minutos.


Em setembro, durante alguns dias, o Cine Centímetro funciona como principal palco e tela do CineMúsica. O festival é gratuito e reúne shows, filmes, dança, gastronomia e artes cênicas. Em 2012, o festival será do dia 6 ao dia 10 de setembro.

Informações:
Endereço: Rua José Ferreira Borges, 205 – Parque Veneza – Conservatória, RJ.
Telefones: (21) 2235-2543 // (24) 2438-1815 // (21) 9997-6223
Ingresso: R$ 25 (por pessoa)
E-mail: ivorapososter@gmail.com

MUSEU DA SERESTA E DA SERENATA

É aqui que você encontrará recordações das serestas e serenatas de Conservatória. O espaço serve também de palco para manifestações artísticas e apresentações de cantadores acompanhados de violão, cavaquinho e outros instrumentos.

Informações:
Endereço: Rua Oswaldo Fonseca, 99 – Centro
IMPORTANTE: O Museu da Seresta e Serenata está funcionando provisoriamente na Casa de Cultura de Conservatória. O contato é: (24) 2438-1316 / (24) 2438-1993.

CASA DE CULTURA DE CONSERVATÓRIA

A Casa de Cultura de Conservatória está localizada em uma rua residencial, construída por volta de 1858. Fica próxima à Praça Getúlio Vargas, onde se localiza a Igreja de Santo Antônio. A construção é térrea, com porão, e sua fachada principal compõe-se de uma porta em folha dupla de madeira almofadada.

Informações:
Endereço: Rua Monsenhor Paschoal Librelloto, 307.
Telefone: (24) 2438-2500

GALERIA VILA ANTIGA

Está localizada ao lado do antigo Museu da Seresta e da Serenata. É um espaço comercial, com as fachadas de suas lojas em estilo colonial. Neste espaço você poderá fazer compras de artigos de decoração, souvenirs, artesanato ou simplesmente sentar em um dos seus bancos e aproveitar o momento com uma boa conversa.

FAZENDAS DE CAFÉ

A viagem ao passado fica por conta também das fazendas de café da região. Há algumas que estão preservadas e abertas à visitação.

Entre elas, há a Fazenda Florença, de 1852. Ela mantém o elegante mobiliário de época, além de piso de peroba rosa, porcelanas e cristais. Já a Fazenda São Paulo (1820) ainda produz café e preserva o engenho, o armazém e a casa-sede, onde estão móveis, objetos e documentos do século 19.

Fazenda Florença (2 km estrada asfaltada)
Informações:
Estrada da Cachoeira, 1560.
Telefone: (24) 2438-0124
Site: www.hotelfazendaflorenca.com.br

Fazenda Santa Clara

A Fazenda Santa Clara está localizada no Distrito de Parapeúna, na divisa dos Estados do Rio de janeiro e de Minas Gerais, uma das maiores da região. A casa desta fazenda tem construção característica do século XIX. Possui mobiliário da época, obras de arte, 365 janelas. A sua atividade principal era reprodução de escravos. Foi palco do seriado Abolição e da novela Terra Nostra. Ela fica a 27 quilômetros de Conservatória.

Infelizmente a Fazenda Santa Clara está à venda e ainda não se sabemos se o futuro dono manterá a fazenda para visitação ou não. Assim, corra enquanto é tempo e agende uma visita para conhecê-la!

Informações:
Telefone: visitas feitas somente com agendamento. Ligar para Adélia (32) 8467-6757.
Local: Parapeúna – Santa Rita de Jacutinga – MG

BALNEÁRIO MUNICIPAL JOÃO RAPOSO – CACHOEIRA DA ÍNDIA

O Balneário Municipal João Raposo está localizado antes da estrada que leva a Valença, conhecido como Cachoeira da Índia por ter uma escultura de bronze no meio do lago formado pela cachoeira. A escultura é uma mistura de índia com sereia. Ela está em uma área ampla que tem restaurante, bar, sanitários, campo de futebol society e quadra de vôlei.

Balneário Municipal João Raposo - Cachoeira da Índia - Foto: Prefeitura de Valença

SERRA DA BELEZA
O trecho mais elevado da RJ-137, o Mirante da Serra, é o melhor local para aproveitar e admirar a paisagem da região. Do cume da Serra da Beleza o turista já consegue avistar o Estado de Minas.

A Serra da Beleza é muito visitada pelos aficionados em fenômenos extraterrestres. Segundo pesquisadores, ela é uma das regiões que têm maior intensidade ufológica do país. Dê um jeitinho de passear e conferir com seus próprios olhos! Quem sabe?

ONDE FICAR

Há várias opções de hotéis e pousadas. Só conseguimos localizar uma opção de camping, que é a Pousada Camping Serras Verdes. Se souber de mais alguma outra, por favor, avise-nos. Aqui seguem algumas dicas.

Pousada Chácara Imperial
Rua Ludovico Cossate, nº 166 – Benfica – Conservatória, RJ.
Telefone: (24) 24381011
Site: www.pousadachacaraimperial.tur.br

Hotel Rochedo
Rodovia Canção do Amor, 12801 – Bairro Saudade – Conservatória, RJ.
Telefone: (24) 2438-2500
Site: www.hotelrochedo.com.br

Pousada Bela Cigana
Rua Santo Antônio, 211 – Centro – Conservatória, RJ.
Telefone: (24) 2438-1319 / (21) 9172-0344
Site: www.pousadabelacigana.com.br

Pousada Camping Serras Verdes
Rua Brigadeiro Dias Costa, 1750 – Corte de Pedra – Conservatória, RJ
Telefone: (24) 2438-1342
Site: www.pousadaserrasverdes.com.br

ONDE COMER

Taberna Nostra
Luiz de Almeida Pinto, 66 – Centro – Conservatória, RJ
Telefone: (24) 2438-1156
E-mail: nesa_67@oi.com.br

Restaurante Gema da Roça
Rodovia Canção do Amor, 13099 – Centro – Conservatória, RJ
Telefone: (24) 2438-2327 / (24) 8144-1962
E-mail: gemadaroca@gmail.com

Taberna Conservatória
Rua Dr. Luiz de Almeida Pinto, 67 – Centro – Conservatória, RJ
Telefone: (24) 2438-1431 / (21) 9113-5763
E-mail: taberna.conservatoria@oi.com.br

Restaurante Oca Porã
Rua Dr. Luiz de Almeida Pinto, S/N – Centro – Conservatória, RJ
Telefone: (24) 2438-1561
 

Atelier Arte de Coração
Rua Dr. Luiz de Almeida Pinto, 24 – Centro – Conservatória, RJ
Telefone: (24) 2438-1255
E-mail: simoneg@terra.com.br

Café com Graça
Oswaldo Fonseca, 47 – Centro – Conservatória, RJ
Telefone: (21) 3905-3596 / (21) 7629-9157
E-mail: equippe3@hotmail.com

DEPOIMENTO DE MORADOR

Desabafo de um morador apaixonado

Conservatória poderia ser a cidade dos sonhos se não fosse um distrito. Na verdade, mesmo não sendo cidade propriamente dita, ela já é o sonho de muitos. Apesar dos encantos do distrito, o morador e dono de pousada no local, o Sr. Paschoal Jannuzi sente falta de incentivo e da presença do poder público na estrutura turística.

“Aqui, infelizmente, os eventos têm pouca divulgação e aqueles que acontecem não conseguem o alcance que deveriam. Os eventos são cancelados por falta de ajuda e de patrocínio. Temos várias promessas de políticos, mas pouco é feito. Falta incentivo ao turismo.  Os moradores tem vontade de emancipar, mas o problema é o fator político”, disse.

 

DICAS DOS VIAJANTES

Sueli Cunha,  moradora da Ilha do Governador (RJ)

 

Fiquei na Pousada da Figueira (a 1 quilômetro do centro do distrito). Conservatória se resume a duas ruas, onde além do comércio artesanal, tem os bares que ficam lotados à noite. Fui em julho onde os termômetros marcavam uns 8 ºC. Gostei muito de Conservatória porque, além da companhia e do clima diferente, o distrito nos proporcionou momentos de muita alegria. Visitamos um alambique, o Túnel que Chora (na verdade é um túnel muito velho e a água que pinga deve ser da chuva), a locomotiva que fica bem no centro da cidade onde os turistas tiram foto. Além disso, fizemos compras de docinhos e biscoitinhos. Isso tudo foi regado com muita música, com violeiros rodando as ruas e os turistas atrás deles cantando juntinho. À noite a coisa fica mais chique. As pessoas se arrumam com roupas mais pesadas, como botas, sobretudo e gorrinhos de lã. Cada bar tem seu artista que cantam e alegram a festa. Cada um serve, de preferência, caldinhos quentes, chocolates ou bebidas que esquentam. Foi um passeio diferente. Amei.

 

Anna Beatriz Cruz, jornalista, moradora do Rio de Janeiro

Em Conservatória, os grandes atrativos são as rodas de serestas e os hotéis fazendas. O distrito é bem pequeno e não possui uma infraestrutura para comportar um número grande de turistas. O legal de lá é o entorno, áreas que conservam a história da economia cafeeira durante o Brasil Colônia, as serras cobertas de verde (destaque para Serra da Beleza) que abrigam cachoeiras incríveis. Uma boa pedida é conhecer o Quilombo São José, reconhecido pelo governo federal como Patrimônio Histórico Nacional. O grupo que lá reside conserva alguns costumes até os dias de hoje, como o jongo, por exemplo. Ir a São José promove uma experiência singular que nos faz refletir sobre a enorme diversidade cultural do nosso país.

Mônica Costa , moradora do Rio de Janeiro

Conservatória é uma cidade mágica! Tem muitos roteiros agradáveis de trilhas e caminhadas, cachoeiras.  Os hotéis fazenda são fantásticos, com uma excelente infraestrutura. Fiquei duas vezes no Vilarejo e umas quatro vezes no Rochedo, inclusive em um Carnaval. Ideal pra quem quer agitação na medida certa, podendo se refugiar quando quer momentos de silêncio e paz. Tem muitas outras pousadinhas gostosas na praça central mesmo, principalmente para casal sem filhos, que querem curtir o romantismo das serestas que rolam pela madrugada. Agora eles também estão fazendo uma roda de chorinho. Uma delícia pra namorar! Os hoteis fazem sua própria seresta pra quem não quer se deslocar até a praça ou tem filhos pequenos – pelo menos esses em que fiquei. Tem uma feirinha de artesanato dos moradores que também faz sucesso e várias lojinhas com muitos souvenirs. Mas não tente fazer compras na hora do almoço porque quase todas as lojas fecham para a “sesta”! Ah, tem queijos deliciosos também, de vários tipos, e licores caseiros. O Túnel que Chora construído pelos escravos fica no centro e é muito legal, além da Locomotiva para tirar fotos, a Cachoeira da Índia (tá meio seca….) já foi bem bonita, e a Ponte dos Arcos – um “monumento” também construído pelos escravos no seculo XIX. Recomendo! É um ótimo passeio e com certeza será um fim de semana bastante agradável.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

3 Respostas para " CONSERVATÓRIA – RJ "

  1. #1 - JOSÉ disse:

    CONSERVATÓRIA TEM VÁRIOS RESTAURANTES MAIS MUITO CAROS, TEM UMA GRANDE OPÇÃO DE COMER BEM C/ PREÇO JUSTO É NO RESTAURANTE ACONCHEGO DE CONSERVATÓRIA C/ UM ATENDIMENTO DE PRIMEIRA C/ A SIMPATIA DOS DONOS.A TIA FABI A DONA É A CHEFE DE COZINHA DA CASA.

  2. #2 - Fabiana disse:

    agradeço muito , aos elogios, a casa se torna aconchegante e hospitaleira, graças a equipe que me apóia, onde tds nos somos uma grande família em construção constante de nosso objetivos, como excelência em atendimento,e alimentação. um grande beijo com cheiro, para todos os meus amigos!

  3. #3 - celeste disse:

    Esclarecimento:Qualquer pessoa pode fazer compras na hora do almoço .As lojas não fecham para o almoço ,mas só funcionam fim de semana e feriado.
    O Tunel que Chora não é um tunel velho e sim uma obra antiga e a água que pinga não é da chuva e sim da mina que tem sobre o tunel.

Deixe seu comentário

Copyright © 2002 - 2013 Guia do Viajante. All rights reserved.