You are here: Home // Brasil, Destinos, São Paulo // Petar – SP

Petar – SP


PARQUE ESTADUAL TURÍSTICO DO ALTO RIBEIRA

IPORANGA – SP

casa.jpg
Mata Atlântica pura, úmida e repleta de árvores centenárias,encravadas no solo de rocha calcáreas, nascem e estão intactas as belíssimas cavernas do Parque Estadual Turístico Do Alto Ribeira ( PETAR ). É um dos parque mais antigos do estado de São Paulo, abriga mais de 300 cavernas ocultadas pela mata, que dá o título de maior concentração de cavernas do Brasil. Fonte de estudo para espeleologos e alegria para aventureiros, não só cavernas estão lá, como também as deslumbrantes cachoeiras de rios cristalinos. A fauna abriga diversas espécies de macacos, felinos (onças), entre outros. Sua flora surpreende qualquer pessoa, em bom estado de conservação é possível encontrar diversas espécies de palmitos, uma grande quantidade de frutas, e uma riqueza em bromélias, orquídeas e lianas que enfeitam os troncos em meio as trilhas que levam as grutas.

CAVERNAS

A formação montanhosa e a densa vegetação presente na região, funcionam como uma barreira aos ventos que vem do Atlântico Sul, causando uma alta precipitação chuvosa. A ação da água acida nas rochas calcáreas durante milhares de anos, propiciou a formação de cavernas com piso, paredes e tetos ornamentados por inúmeros espeleotemas. O Petar se divide em 4 núcleos: Santana, Ouro Grosso, Casa de Pedra e Cablocos.

entrada1.jpg
Entrada de uma das cavernas

Caverna Large Branca
Caverna Large Branca

Vista do Mirante do Petar
Vista do Mirante do Petar

NÚCLEO SANTANA

Esta localizado neste núcleo umas das cavernas mais visitadas, como por exemplo a caverna Santana, com seus 7 kilometros de extensão, no qual somente 800 metros podem ser visitados, o restante somente para espeleologos acompanhados dos guias, que guardam as chaves dos portões que cercam as entradas dos salões mais ornamentados das cavernas. Para ter uma idéia, ela guarda um dos mais ornamentados do mundo. Ficam do outro lado, a caverna Morro Preto, cujo o pórtico é de 15m de altura e 10m de largura, enchem os olhos de qualquer visitante, por sua beleza.

As estalactites na entrada da cavernas são forradas de tufos com musgo, dando aspectos de sinais de moradas da pré – historia. Ali Ricardo Krone (Arqueólogo) escavou na entrada da caverna uma ossada de Homem Primitivo. Essa caverna tem acesso a caverna do Couto, um conduto de drenagem ativa da água vinda da Serra da Onça Parda. Perto dali encontra-se a cachoeira do Couto, nada mais é do que uma resurgência da caverna Couto. Já no outro lado, no sentido caverna Santana, segue uma trilha a frente que leva a caverna Água Suja, onde se caminha com água (cristalina ao contrario do que diz o nome) até a cintura entre salões altos e bem ornamentados. O visitante chega até a cachoeira interna , pra seguir adiante somente espeleologos e guias, pois a área tem risco de desmoronamento e é cheia de abismos. Voltando na trilha da mata, mais a frente está a caverna Cafezal, pouco visitada, mas vale a pena o esforço para quem gosta de formações (flores), que encontrará no interior da caverna. Logo pra frente, cruzando o rio Bethary, está as 2 cachoeiras do núcleo, Andorinhas (20m) e Betharyzinho.

canudinhos.jpg
Formações da caverna Chapéu

morropreto.jpg
Entrada da Caverna Morro Preto

morropreto2.jpg
Formações da Caverna Morro Preto

colunas.jpg
Colunas e estalactites Caverna Santana

cachu.jpg
Cachoeira das Andorinhas

anao.jpg
Formação do Corcunda Caverna Santana

NÚCLEO OURO GROSSO

Fica localizado próximo ao Bairro da Serra (vale Betari),nesta caverna é necessário o uso de guia experiente, pois é exigido esforço para vencer os obstáculos da caverna. Suas passagens estreitas, com muitos abismos, poços fundos e com refluxo de água, pede muita atenção ao visitante. Adaptada mais para aventureiros e pesquisadores. Também estão neste núcleo as cavernas Laboratório,Alambari de Cima (Somente pesquisadores),e a de baixo. Uma outra caverna, a Sitio Novo , possui uma entrada pequena, onde há uma única árvore que dificulta a passagem, lá dentro existem formações variadas. Note no final da caverna no teto uma formação azulada (dióxido de cobre).

sitio_novo.jpg
Trilha para a caverna Sitio Novo

sitio_novo2.jpg
Trilha para a caverna Sitio Novo

NÚCLEO CASA DE PEDRA

Abriga uma das cavernas mais puxadas ( pois suas caminhadas exigem fôlego ). Esta também tem a opção de visitar por duas entradas ( ver guia ), cujas as entradas são denominadas: Santo Antonio a de baixo da trilha e do Pórtico a entrada de cima. Ao chegar no Pórtico, você terá uma repleta visão do maior Pórtico do Mundo ( 215 m ), dá pra imaginar um “rapelzinho” lá de cima, pois é, isso só com autorização. É necessário o uso de guia, pois é ele quem vai ajudar a vencer os obstáculos.

entrada2.jpg
Gruta Casa de Pedra (entrada Santo Antônio vista de dentro)

santo_antonio.jpg
Entrada Santo Antônio (vista de fora)

casadepedra.jpg
Represa Travertinos Casa de Pedra

casacoluna.jpg
Colunas da Casa de Pedras

NÚCLEO CABLOCOS

Está do outro lado do parque ( central ) as grutas: Chapéu, Aranhas, Arataca, Pescaria, Teminina e outras; e as cachoeiras: Sete Reis e Maximiano. Este núcleo apresenta somente a infra-estrutura de acampamento, sanitários e lavanderias , é necessário fazer reserva pelo telefone, pois como é um núcleo de pouca visitação é bom confirmar se haverá expediente na sede para que posam atendê-lo.

entrada3.jpg
Portico da gruta Teminina

colunao.jpg
Maciços da gruta Teminina

entrada4.jpg
Gruta Chapéu Mirim 1

COMO CHEGAR

DE CARRO: A partir de SP seguir a BR-116 até a cidade de Jacupiranga, de lá seguir para Eldorado e depois para Iporanga. Para chegar no núcleo Cablocos seguir a Sp-280 até Tatuí, depois seguir a SP-127 até Capão Bonito e continuar pela estrada de terra que leva a sede do núcleo.

ÁREA DE CAMPING

Há uma área de camping muito boa no núcleo Santana, mas abriga um número limitado de barracas, por isso é bom fazer reserva pelo telefone (0xx15) 552-1875. O preço é de 6 reais por pessoa a diária.

Tags: , ,

3 Respostas para " Petar – SP "

  1. #1 - MARCELO T.SILVA says:

    Já estive por lá alguns anos trás, realmente é um lugar fascinante, muito bonito, aventura pura, vale a pena, só não pode e ter dó de não sujar e estragar roupas, dê preferência a roupas folgadas, velhas,um bom tênnis, um lanchinho básico na trilha……
    Vale a pena, lindo!!!
    Marcelo,SP,39anos,econimista

  2. #2 - Ronald B. Barbosa says:

    Boa tarde à todos. E meados do ano passado, tive o prazer de conhecer esse lugar maravilhoso, por sua diversidade de cavernas e muita aventura, sem contar da trilha dentro do núcleo de Santana. Além de tudo citado acima, as pousadas da região oferecem ótimos serviços por baixo custo.
    Beleza sem igual,abraços.
    Ronald B. Barbosa

Deixe seu comentário

Copyright © 2002 - 2013 Guia do Viajante. All rights reserved.