You are here: Home // Dicas, Festas e Festivais, Sem categoria // III Festival Curta Neblina em Paranapiacaba

III Festival Curta Neblina em Paranapiacaba


III Festival Curta Neblina, em Paranapiacaba, homenageia cineasta Carlos Reichenbach

Evento, neste fim de semana, exibirá produções latino-americanas

A Vila de Paranapiacaba recebe neste fim de semana um dos grandes nomes do cinema nacional. O diretor Carlos Reichenbach – famoso Carlão, um dos mais consagrados e conhecidos cineastas brasileiros – autor de filmes como Anjos do Arrabalde (1986), Garotas do ABC (2004) e Falsa Loira, seu mais recente trabalho (2007), será homenageado pelos organizadores do 3º Curta Neblina – Festival Latino-americano de cinema, que acontece nesta semana no Clube União Lyra-Serrano (avenida Antonio Olyntho, s/nº, na Parte Baixa de Paranapiacaba). A cerimônia de abertura do evento, na quinta-feira (15), às 20 horas, contará com a apresentação do ator Warley Santana, ex-apresentador do programa CQC, e da escritora e DJ Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha. Também marcarão presença os três jurados do festival – o ator e diretor Elias Andreato, o jornalista Christian Petermann e a montadora Cristina Amaral. A programação do festival, que contará com uma seleção de 28 curta-metragens latino-americanos, além de um representante da Monróvia e Libéria, prossegue até domingo. Todas as atividades são gratuitas.

Clube União Lyra Serrano
Clube União Lyra Serrano

Na sexta-feira (16) às 20 horas, no Clube ULS, serão exibidos “Malu e Fred”, ficção de Rodrigo Bernardo, “Minutos no tempo”, documentário da carioca Denise Sganzerla, “Um encontro inesquecível”, ficção do carioca Jorge Monclar, que integram um primeiro bloco com filmes indicados para maiores de 12 anos. Em seguida, no segundo bloco, serão apresentados “Confinado”, ficção do brasiliense Rafael Lobo, “Kinopoéticas”, documentário do colombiano Pedro Dantas, “Ilhas Cayman”, ficção do capixaba Gabriel Perrone, “Escola de bambu”, documentário, produção da Monróvia e Libéria, de Vinicius Zanotti, e “Boa noite”, ficção dos paulistanos Bel Bechara e Sandro Serpa. Este bloco é indicado para maiores de 16 anos.

As atividades no sábado (17) começam às 14 horas, quando a plateia poderá conferir “Trabalhadores descartáveis, o etanol de carne e osso”, documentário da uruguaia Silvia Martínez Del Rio, “Naiá e a Lua”, ficção do paulistano Leandro Tadashi, “Acercadacana”, documentário do recifense Felipe Peres Calheiros e “Bob Lester”, docudrama das cariocas Hanna Godoy e Mariana Penedo. Em seguida, serão exibidos “Mato alto – Pedra por pedra”, documentário do cearense Arthur Leite, “ 34” , ficção dos paulistanos Lucas Mello e Lucas Barreto, e “Homem centenário”, documentário da paulistana Andrea Pasquini. Todos estes filmes são indicados para público de todas as idades.

Ainda no sábado, a partir das 20 horas, acontecerá a Mostra Diversidade Sexual, que terá a exibição de “Mais ou menos”, ficção do catarinense Alexander Antunes Siqueira, “O enfermeiro José”, documentário da paulistana Carla Albuquerque, e “Madre Sal”, da argentina Maria Elisa Dantas. Logo em seguida, serão apresentados “O estranho mundo de Von Victor”, documentário da paulistana Carol Thomé, “Ludmilo my baby”, ficção do carioca Luiz Fernando Borges, “Aquelas mulheres …”, documentário das cariocas Matilde Teles e Verena Kael e “Vitrines”, ficção do mineiro Carlos Segundo. Estes curtas são indicados para maiores de 16 anos.

No domingo a programação tem início às 10 horas com a mostra das produções “Cores e botas”, ficção da paulistana Juliana Vicente, “Ele era um menino feliz – o menino Maluquinho, 30 anos depois”, documentário dos paulistanos Caio Tozzi e Pedro Ferrarini, “Traz outro amigo também”, ficção do gaúcho Frederico Cabral, “Pimenta”, ficção do paulistano Eduardo Mattos, “Andar com fé”, documentário do único representante do Grande ABCD no Festival, o diademense Francisco Glauter, “Doce de coco”, ficção do cearense Allan Deberton, e “Halo”, ficção do uruguaio Martin Klein. Todos os filmes são indicados para pessoas de todas as idades.

A partir das 14 horas será exibido o longa-metragem “Dois córregos”, com a participação do diretor Carlos Reichenbach, homenageado do festival, que participará de um bate-papo com o público logo após a exibição. O encerramento do evento e a divulgação dos vencedores está prevista para as 20 horas. A cerimônia será apresentada pelo jornalista Cunha Junior, da TV Cultura, e contará com uma apresentação da cantora Glau Piva.

O Festival de Curta Neblina conta com direção e curadoria de Beto Besant, na produção Eduardo Scheck e Caio de Castro completando a equipe de organização e idealização desse grande evento. Mais informações sobre a programação podem ser obtidas no blog http://curtaneblina.blogspot.com ou pelo celular 11 7463.0888.

Serviço:

Festival Curta Neblina – Festival Latino-americano de cinema

Data: de 15 a 18 de dezembro (abertura no dia 15 às 20 horas)

Local: Clube União Lyra-Serrano (avenida Antonio Olyntho, s/n, na Parte Baixa)

Apresentações de curta-metragens latino-americanos e homenagem ao diretor Carlos Reichenbach, que participará de um bate-papo com o público no domingo após a exibição do filme “Dois córregos”, prevista para as 14 horas.

Entrada gratuita

Deixe seu comentário

Copyright © 2002 - 2013 Guia do Viajante. All rights reserved.